Welcome to Academia do Carro!

     Placa


     Menu
icon_home.gif Principal
tree-T.gif Empresa
tree-T.gif Servico
tree-T.gif Fale Conosco
tree-T.gif Indique-nos
tree-L.gif Perguntas
favoritos.gif Discursões
tree-T.gif Mensagens
tree-L.gif Busca
som_downloads.gif Downloads
tree-T.gif Downloads
tree-L.gif Links
som_themas.gif Conteúdo
tree-T.gif Enquetes
tree-L.gif Dicas
icon_community.gif Informação
tree-T.gif Estatísticas
tree-T.gif Jornal
tree-T.gif Sua Conta
tree-L.gif Publicidade

     Usuário
Bem-vindo(a), Anonymous
Apelido
Senha

Cadastramento:
Último(a): Roberto
Hoje:: 0
Ontem: 0
Total: 3

Pessoas on-line:
Visitantes: 71
Cadastrados: 0
Total: 71

     Links









Dicas

Pneus: ai, minha pressão... Saiba se seus pneus estão sofrendo de pressão alta ou baixa

Pneus podem gerar desconforto ao dirigir

Os pneus têm grande responsabilidade pela sensação de conforto ao dirigir. A sua vida útil é estimada em 100.000 km, se usados corretamente.

A pressão de ar é o cuidado mais simples, porém é o que mais afeta o desgaste do pneu. Por conseqüência, compromete sua vida útil e impactará num quarto ponto: economia.

Como calibrar os pneus?

Cuidar dos pneus requer certa disciplina. A calibragem, conforme indicação do Manual do Proprietário, deve ser feita a cada 15 dias, sempre pela manhã, com os pneus ainda frios.

Confira a pressão uma vez por semana, ou no máximo a cada quinze dias – e, essencialmente, sempre antes de efetuar viagem. Importante: os pneus devem estar frios (ou terem rodado no máximo 1,6 km). O manual do veículo traz os valores corretos de pressão, de acordo com a especificação do pneu e a carga do veículo.

Conseqüências de pressão irregular dos pneus

Pressão baixa
Pneu com baixa pressão tem sua área de contato com o solo alterada, provocando desgaste acelerado e irregular da banda de rodagem e dos “ombros”. Isso reduz sua durabilidade e aumenta o consumo de combustível. Outras conseqüências que podem vir da baixa pressão: superaquecimento, quebras e separações dos componentes estruturais do pneu.

Pressão alta
Também altera a área de contato do pneu com o solo, ocasionando desgaste acelerado no centro da banda de rodagem e reduzindo a durabilidade do pneu. Devido ao supertensionamento da carcaça, o pneu fica mais suscetível a cortes e impactos. Pressão alta reduz o conforto ao dirigir (carro vibra mais com irregularidades do solo).

Lembre-se de manter o estepe calibrado e em ordem para rodar, caso necessário.

Rodízio de pneus. Quando fazer?
Alinhamento e balanceamento são recomendáveis a cada três meses, na troca ou reparo dos pneus ou se o carro apresentar trepidações no volante. Outro fator altamente recomendável é o rodízio dos pneus a cada 5.000 km. Além de prolongar a vida útil dos pneumáticos, essas medidas garantem melhor dirigibilidade e que peças da suspensão não se desgastem prematuramente.

Por que pneu careca é perigoso?
Pneus carecas representam grande perigo ao motorista. Não garantem a frenagem correta, não seguram o carro nas curvas e, em pisos molhados, o risco de acontecer uma aquaplanagem torna-se praticamente inevitável.

Também a probabilidade de o pneumático furar quando está desgastado é extremamente maior. Neste caso, um furo ou estouro com o veículo em movimento pode significar um grave acidente, comprometendo a sua vida e de sua família, sem contar a vida de pedestres e terceiros, que nada têm a ver com os cuidados que você toma com o seu veículo. Pense nisso!

Entenda os códigos dos pneus?
Imagine um pneu com a inscrição 205/55 R16 90 V. O primeiro número, 205, indica a largura do pneu, em milímetros. O segundo (55) indica a série ou perfil do pneu, que nada mais é do que um porcentual da largura. Ou seja, aquele pneu tem de altura 55% da largura (112,75 mm). Quanto menor esse número, mais baixo é o pneu – e vice-versa.

O “R” significa ser este um pneu de formação radial (o outro tipo é diagonal). O terceiro número, 16, indica seu diâmetro interno em polegadas. O “90” indica o índice de carga máxima que o pneu pode suportar – neste caso, 600 kg sobre cada pneu.

Finalmente, o “V” é o símbolo de velocidade. Os pneus são projetados para rodar até determinadas velocidades, sem comprometer aqueles três aspectos. Acima desse limite sua estrutura pode sofrer alterações e há riscos de um acidente. Os códigos são:

Símbolo Velocidade máxima N 140 km/h
P 150 km/h
Q 160 km/h
R 170 km/h
S 180 km/h
T 190 km/h
U 200 km/h
H 210 km/h
V 240 km/h
W 270 km/h
Y 300 km/h
Z Acima de 240 km/h

Além de obedecer a indicação que consta no manual do veículo, é importante que nunca se coloque no carro pneus de desenhos diferentes, embora com medidas idênticas. Pneus para uso misto (lama e asfalto) ou em lama apenas não devem conviver com aqueles para uso comum em asfalto. Isso afetará os três pontos: segurança, desempenho e conforto, com mais vibração ao rodar, frenagem alterada e menor estabilidade.

Pode-se usar pneus maiores ou menos do que o recomendado para o veículo? Usar pneus maiores ou menores do que o recomendado também é prática não-recomendada. É comum ver nas ruas carros pequenos, vários deles com motor de 1 litro de cilindrada, calçando pneus grandes. Certamente um modelo com pneus conforme os padrões de fábrica terá melhor desempenho em aceleração e velocidade final do que aquele metido a grandalhão – que terá maior arrasto aerodinâmico e deverá fazer maior esforço para romper o ar à frente. Esse maior esforço também significa consumo elevado.

Qual a hora de substituir os pneus?

Há um índice que indica a hora de substituir os pneus. De acordo com essa regra, devem ser substituídos quando os sulcos (ranhuras na banda de rodagem) chegarem a 1,6 mm de altura. Para saber facilmente essa hora de trocar, há nas laterais dos pneus pequenos triângulos indicadores de desgaste.

Mas esse limite, apesar de estar na lei, não é o mais indicado. Melhor é ser prudente e efetuar a substituição um pouco antes. Quanto mais desgastado, ainda que dentro da lei, o pneu perde aderência e pode ser potencialmente perigoso sob chuva forte, por exemplo.

Bolhas nos pneus? Saiba o que significam
Fique atento a bolhas nas laterais dos pneus. Ao passar por um buraco, a pancada pode ser forte o bastante para comprometer os “ombros” do pneu e formar uma bolha. Caso esse fenômeno seja observado, substitua o pneu assim que possível. Bolhas podem estourar numa curva em alta velocidade, com conseqüências nada agradáveis.

As rodas do seu carro merecem cuidados

- Evite passar em buracos, pois essa ação poderá entortar ou amassar as rodas, chegando a inutilizá-las;

- rodar com os pneus vazios pode atingir e danificar as rodas;

- nunca utilize rodas recuperadas, elas não garantem segurança;

- para comprar rodas, procure lojas especializadas que ofereçam garantia e orientação técnica.

Desgaste dos rolamentos é dor de cabeça na certa. Saiba por quê

Os rolamentos de rodas dianteiros e traseiros ficam instalados dentro do cubo das rodas e atuam na movimentação. O desgaste dessas peças, que têm durabilidade mínima de 40.000 km, depende da utilização do veículo, condições do solo percorrido e manutenção de outros itens da suspensão e direção.

No início, os ruídos provocados pelo mau funcionamento dos rolamentos são percebidos somente com a utilização de equipamentos especiais. Neste caso, a peça deve ser imediatamente substituída.

Se o veículo permanecer rodando com um rolamento quebrado, as conseqüências podem ser fatais. As rodas podem travar com o carro em movimento, causar acidentes e, na melhor das hipóteses, deixar o motorista a pé.

Texto: Redação WebMotors



Volta

     Pesquisa
Como chegou até nós?

Site de Busca
Panfleto
Amigos
Twitter
Orkut



resultados | Enquete

Votos 243

     Visitantes
Top-Ten Countries visiting Academia do Carro

1 COM COM
2 unknown unknown
3 NET NET
4 Germany Germany
5 Ukraine Ukraine
6 Brazil Brazil
7 Russian Federation Russian Federation
8 Poland Poland
9 ORG ORG
10 Netherlands Netherlands

View MS-Analysis

     Links













Site desenvolvido por Acror Serviços de Informática Ltda.

All logos and trademarks in this site are property of their respective owner. The comments are property of their posters, all the rest © 2005 by me.
You can syndicate our news using the file backend.php or ultramode.txt
PHP-Nuke Copyright © 2005 by Francisco Burzi. This is free software, and you may redistribute it under the GPL. PHP-Nuke comes with absolutely no warranty, for details, see the license.
Tempo para gerar esta página: 0.05 segundos